Mostra com imagens inéditas comemora os 111 anos de JK

Brasília e Diamantina fazem festa para o político ilustre que sedimentou brasilidade e patriotismo no Centro-Oeste vermelho do país. Comemorações terão exposição e concerto para saudar os 111 anos de nascimento.



Nada mais natural do que juntar a história de vida de Juscelino Kubitschek e a da construção de Brasília. Criador e criatura. Juntos, novamente, a partir de hoje com a inauguração da exposição JK 111 anos — O realizador, no memorial que leva o nome do ex-presidente. A mostra com imagens inéditas faz parte das comemorações da data de nascimento do fundador da capital federal, celebrada neste 12 de setembro.

O Plano de Metas de 1956 de JK ligou, para sempre, o presidente à capital da República. A memória do homem que prometeu 50 anos de progresso em cinco de mandato e ergueu uma cidade em pouco mais de três anos está por todos os lados do DF. Vai muito além do Catetinho, primeira residência oficial de Jusceli no, passa pelo Palácio da Alvorada, de onde fez alguns despachos como presidente, e pela barragem do Paranoá, obras que acompanhou de perto.

Programação

Local: Memorial JK

Horário: 16h 
Homenagem do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz a JK

Horário: 16h30 
Abertura da exposição JK 111 anos – 
O realizador
Exposição Brasília, a nova capital
Lançamento do fac símile da revista Brasília nº40

Horário: 17h30
Apresentação da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional, sob a regência de Claudio Cohen, com projeção de imagens históricas. No repertório, músicas de bossa nova, segundo a neta Anna Christina.

Comentários