Brasília sediará Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito

 Evento ocorre no domingo, no Parque da Cidade, com ações educativas de trânsito e atrações como o Padre Fábio de Melo

Neste ano, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) alcançou a marca histórica de 0,3 morte no trânsito por grupo de dez mil veículos, dado considerado aceitável pela Organização das Nações Unidas (ONU) para países desenvolvidos. Neste domingo (17), o DF servirá de palco para o "Dia Mundial em Memória às Vítimas do Trânsito". O evento, que ocorrerá no Pavilhão de Exposições, do Parque da Cidade, das 9h às 17h, irá lembrar as vítimas do trânsito e seus familiares.

Será um dia para reflexão e orações, com estandes que contarão com ações educativas e exposições de vídeos de diversos parceiros da campanha, além de shows com cantores como o Padre Fábio de Melo e Marcela Taís. O público esperado é de cerca de dez mil pessoas dentro do Pavilhão de Exposições. Do lado de fora haverá telões para quem quiser acompanhar as atividades.

No Distrito Federal, de acordo com estatísticas do Detran, entre janeiro e setembro deste ano ocorreram 33 mortes em acidentes de trânsito, contra 44 no mesmo período do ano passado, o que representa uma redução de 25%. Já mortes de pedestres por atropelamento, de janeiro a setembro deste ano foram registradas 84 contra 87 casos, no mesmo período de 2012.
Guilherme Costa, que atualmente é atleta do comitê paraolímpico brasileiro sofreu um atropelamento na faixa de pedestres no Parque da Cidade, há sete anos, e ficou tetraplégico. Guilherme conta que o acidente ocorreu por ele não ter esperado todos os veículos pararem na faixa. "Não esperei todos os carros parerem e um veículo me acertou a mais de 100Km/h. Sobrevivi por sorte", relembrou o atleta. Guilherme destacou  que apoia o evento que homenageia as vítimas de acidente de trânsito, com campanhas educativas cada vez mais impactantes. Para ele, a solução da violência no trânsito começa pela educação.  

Segundo o Detran, uma série de ações são desencadeadas para inibir acidentes de trânsito, como campanhas educativas e ações de policiamento e fiscalização. De acordo com o órgão, só em outubro deste ano foram autuados 28 condutores embriagados e 48 condutores sem carteira de habilitação.

A ação é uma iniciativa da ONU que instituiu desde 2005, o terceiro domingo do mês de novembro para homenagear os vitimados do trânsito, bem como seus familiares, com base nos dados citados da OMS. A ideia é que sejam feitos eventos em todo o mundo e Brasília foi escolhida neste ano a cidade sede do país.

O Brasil aderiu ainda à Campanha Mundial para redução das mortes no trânsito, que foi lançada no Brasil, em maio de 2011, como pacto pela vida. A meta dessa Campanha da ONU e da OMS é diminuir em 50% o número de mortes no trânsito, na década de 2011-2020.

Comentários